Nostalgia


Nem sempre o sorriso chega,
nem sempre os olhos riem,
nem sempre o coração se abre...
Por vezes o sorriso está morto,
por vezes os olhos se tornam água,
por vezes o coração escurece...
A tristeza veio até de mim,
no que os meus olhos vêem,
na impotência que me envolve,
que me amarra!
A tristeza está ...
...nada posso fazer!
Não se luta contra o tempo!

1 comentário:

  1. Querida amiga.

    Nem sempre as rosas
    se desfolham com o vento.
    Por vezes são as mãos,
    que as cortam,
    no tempo.

    A imagem, vinda de ti, só pode ser poesia para os olhos. As palavras são lindas. Não conhecia esse teu lado poeta.
    Meu beijo e meu carinho de sempre.
    Victor Gil

    ResponderEliminar