Violentada


Violentada, abandonada e fria neste chão húmido e rugoso que me fere a pele magoada.
Quantas mulheres estarão assim no mundo...como eu, abandonada num futuro incerto e doloroso.
Num mundo sem piedade nem lógica em que o poder e a força se sobrepõe à gentileza e à doçura.

Sem comentários:

Publicar um comentário